1962 1096 1652 1747 1943 1867 1306 1389 1567 1215 1100 1625 1720 1920 1260 1545 1721 1127 1836 1395 1628 1469 1194 1312 1287 1002 1576 1889 1055 1058 1049 1133 1561 1338 1431 1211 1164 1288 1885 1605 1918 1040 1768 1567 1074 1574 1389 1023 1043 1530 1134 1774 1649 1377 1414 1118 1107 1058 1309 1937 1339 1105 1140 1903 1648 1545 1598 1935 1749 1567 1369 1574 1994 1404 1334 1798 1308 1802 1061 1004 1065 1188 1497 1234 1875 1758 1224 1179 1425 1161 1060 1884 1524 1538 1501 1147 1512 1797 1234 Prefeitura de Jardim de Angicos
 
O Município

Dados do município.

Dados do município/localização

Fundação: 03/03/1963
Emancipação Política: 03/03/1963
Gentílico: JARDIM-ANGICANENSE
Unidade Federatíva: RIO GRANDE DO NORTE
Mesorregião:
Microrregião:
Distância para a capital: 104 KM

Dados de características geográficas

Área: 254,02
População estimada: 2606
Densidade: 10,30
Altitude: 141
Clima: SEMIARIDO
Fuso Horário: (UTC-3)
Distrito criado com a denominação de Jardim de Angicos, pela Resolução Provincial nº 9, de 31-10-1836.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Jardim Angicos, pelo decreto estadual nº 55, de 04-10-1890, desmembrado de Angigos. Sede na povoação de Jardim. Constituído do distrito sede.
Pela lei municipal de 26-01-1895, é criado distrito de Lajes e anexado a vila de Jardim de Angicos.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituído de 2 distritos: Jardim de Angicos e Lajes.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, não figurando o topônimo de Jardim de Angicos.
Pela lei estadual nº 360, de 25-11-1914, transfere a sede da vila de Jardim de Angicos da povoação de Jardim para a de Lajes.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Lajes, pela lei estadual nº 572, de 03-12- 1923, sendo seu território anexado ao distrito de Lajes.
Assim permanecendo em divisão territorial datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto-lei estadual nº 603, de 31-10-1938, é recriado o distrito de Jardim Angicos e anexado ao município de Lajes.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Jardim de Angicos, figura no município de Lajes.
Pelo decreto-lei estadual nº 268, de 30-12-1943, o município de Lages passou a denominar-se Itaretama.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito de Jardim de Angicos, figura no município de Itaretama ex-Lajes.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.
Pela lei estadual nº 1032, de 11-12-1953, o município de Itaretama voltou a denominar-se de Lajes.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Jardim de Angicos, figura no município de Lajes ex-Itaretama.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Jardim Angicos, pela lei estadual nº 2755, de 08-05-1962, desmembrado de Lajes. Sede no antigo distrito de Jardim de Angicos.
Constituído do distrito sede. Instalado em 03-03-1963.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
Em meados do século XVIII, às margens esquerdas do rio Ceará-Mirim, alguns criadores de gado e agricultores deram início a um povoado, que no início do século XIX, foi denominado de Jardim, e tomou forma a partir da existência de uma fazenda de propriedade de João Paes, que serviu como núcleo integrador dos moradores.

No ano de 1836, a povoação de Jardim estava em crescimento e passou à categoria de distrito do município de Angicos. Suas atividades pecuárias continuavam em ascensão, até que sua trajetória chocou-se com uma grande enchente. Em 6 de abril de 1894, as águas do rio Ceará-Mirim, um dos maiores responsáveis pelo nascimento da povoação, transbordavam, desmoronando, praticamente, toda vila, danificando a Igreja, destruindo cemitério e tudo que fora edificado durante décadas pela população.

Numa localização mais elevada, a vila de Jardim foi reconstruída mas não conseguiu escapar da decadência nem de ser apenas um monte de ruínas chegando a cair para a condição de povoado atrasado e esquecido, em 1914.

Passados dezesseis anos, em 1930, Jardim de Angicos voltou a crescer. Espontaneamente, as casas iam sendo restauradas, surgiram residências e várias fazendas de gado, plantios refeitos e aumentados.

Foi com a construção de um açude que o povoado começou a viver em clima de progresso. Retornou à mesma condição de distrito e vila, pertencente ao município de Lajes.

Depois de 24 anos, através da Lei nº 2.755, de 8 de maio de 1962, Jardim de Angicos desmembrou-se de Lajes e tornou-se um novo município do Rio Grande do Norte.
De acordo com o Art.276 da Lei Orgânica do Município, além dos feriados nacionais e estaduais, são igualmente festejados e comemorados como Feriados Municipais, sendo nestas datas proibidas as atividades públicas e privadas do comércio, da indústria, dos serviços e escolares.

03 de Março – Aniversário da Cidade

03 de Maio – Dia da Santa Cruz

29 de Abril – Dia de Homenagem ao Nascimento de Alzira Soriano

Lei 467/2018

24 de Junho – Dia do Padroeiro
O visitante deve pegar a BR-304 que liga Natal a Mossoró. Quando chegar na cidade de Cachoeira do Sapo observará a placa de entrada de Jardim de Angicos entrando a direita. Da BR até Jardim são 14 quilômetros de estrada de terra. Outra alternativa é por João Câmara são 24 km estrada por asfalto.

Os habitantes se chamam jardim-angicanense. Segundo os dados preliminares do Censo 2000 a cidade tem 2.660, sendo que a população rural ainda é maior que a urbana. São 2.116 pessoas na zona rural e 544 na zona urbana.

Jardim de Angicos é a terra da primeira mulher eleita prefeita da América Latina, Alzira Soriano.
Jardim de Angicos - A cidade natal de Alzira Soriano.

Luiza Alzira Teixeira Soriano, nascida no dia 29 de abril de 1897, nascida e criada em Jardim de Angicos/RN, no qual era um distrito de Lajes/RN. Filha de Miguel Teixeira de Vasconcelos e de Margarida de Vasconcelos.
Casou-se aos 17 anos de idade, com Thomaz Soriano de Souza Filho, natural de Pernambuco, fruto desse casamento tiveram quatro filhas Sônia, Ismênia, Maria do Céu e Ivonilde. Enviuvando aos 22 anos de idade, enquanto estava grávida da sua quarta filha. Seu marido faleceu em 1919, vítima da Gripe Espanhola.
Deu início na sua carreira política a partir da influência de Juvenal Lamartine de Faria, um advogado, jornalista, magistrado e político brasileiro, no qual era presidente do Estado do Rio Grande do Norte. Também impressionando a bióloga e líder feminista Bertha Lutz, por meio de suas habilidades. Lutz estava no estado para discutir com Lamartine a candidatura feminina nas eleições municipais daquele ano.
O Rio Grande do Norte foi considerado pioneiro ao dispor em 1926, em sua Lei Eleitoral que “poderão votar e ser votados, sem distinção de sexos [...]”. No ano de 1928, Alzira aceitou disputar a prefeitura de Lajes, sendo candidata pelo Partido Republicano, contando com o apoio do pai, de Lamartine, e de Lutz. Durante a campanha eleitoral teve que lidar com ofensas misóginas, insinuações de que ela tinha um caso com o governador, devido ser uma “mulher pública”, chegou a ser difamada como prostituta. Em setembro, venceu a eleição com 60% dos votos válidos, tornando-se a primeira prefeita eleita da América Latina.
Em meados de 1947, Alzira foi eleita vereadora de Lajes pela União Democrática Nacional. Nesta mesma época enfrentou opositores políticos no meio familiar, seu irmão caçula, Paulo, que foi eleito prefeito.
Alzira foi reeleita vereadora de Lajes por mais dois mandatos e escolhida para presidir a Câmara Municipal.
No final de 1961, descobriu ter câncer de útero e foi ao Rio de Janeiro em busca de tratamento médico. Porém, a doença já estava avançada e Alzira optou por falecer em seu Estado. Vindo a óbito na capital do Rio Grande do Norte em 28 de maio de 1963, com 66 anos de idade.

BRASÃO DO MUNICÍPIO


BANDEIRA DO MUNICÍPIO


NOTÍCIAS MAIS RECENTES
#Vacinação Há 124 dia(s)

VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

A UBS Luiza Ferreira de Lima estará realizando nesta segunda-feira, 15 de janeiro, o Dia [...]

#Matrículas Há 124 dia(s)

MATRÍCULAS 2024

A partir desta segunda-feira, 15 de janeiro, as matrículas da Rede Municipal de Ensino e [...]

#MaisEducação Há 124 dia(s)

MAIS EDUCAÇÃO

O Município de Jardim de Angicos, através da Secretaria de Educação, fez a adesão ao Com [...]

#ZonaRural Há 126 dia(s)

PREFEITURA NA COMUNIDADE

Com imensa satisfação, anunciamos mais uma edição do Projeto Prefeitura na Comunidade, d [...]

#ConselhoTutelar Há 126 dia(s)

POSSE DOS CONSELHEIROS TUTELARES

Na última quarta-feira, 10 de janeiro, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do [...]

#LeiPauloGustavo Há 129 dia(s)

COMPROMISSO COM A CULTURA

A Prefeitura de Jardim de Angicos, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura [...]

#Feliz2024 Há 138 dia(s)

FELIZ ANO NOVO!

Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se ini [...]

#TáNaConta Há 141 dia(s)

COMPROMISSO HONRADO

A Prefeitura de Jardim de Angicos, através da Secretaria Municipal de Finanças e Tributa [...]

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Insatisfeito

Neutro

Satisfeito

Muito satisfeito